Angola: Métodos Repressivose Recorrentes vs. Acesso Ilimitado aos Recursos Minerais

Angola Transparency

Angola: Métodos Repressivose Recorrentes vs. Acesso Ilimitado aos Recursos Minerais

Por Prof. N’gola Kiluange

Washington D.C — Com a chegada da administração Biden à Casa Branca, os angolanos têm expectativas crescentes quanto à melhoria das relações económicas, financeiras, culturais e comerciais entre Angola e os Estados Unidos.

Desde que Angola se tornou independente de Portugal em 1975, o país tem tentado organizar eleições irregularmente e o partido no poder suprime ativamente eleições livres e justas. A corrupção endémica de Angola continua a assolar os cidadãos, particularmente os grupos mais vulneráveis: idosos, crianças e mulheres.

A partir de 2015-2016,especialmente, o Instituto Nacional de Estatística de Angola mostrou que “a incidência da pobreza a nível nacional é de 54,0%, ou seja, mais de 5 em cada 10 pessoas em Angola são multidimensionalmente pobres”.

Apesar das condições crescentes e desesperadoras de pobreza, a indústria petrolífera de Angola gerou $280 bilhões em receitas fiscais…

View original post 1,320 more words

Author: angolatransparency

-Impulsionar os cidadãos angolanos a questionarem como o erário público é gerido e terem a capacidade de responsabilizar os seus maus gestores de acordo com os princípios estabelecidos na Constituição da República --Boost the Angolan citizens to question how the public money is managed and have the ability to blame their bad managers in accordance with the principles laid down in the Constitution of the Republic-------------- Prof. N'gola Kiluange (Serafim de Oliveira)

Leave a Reply

Please log in using one of these methods to post your comment:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: