Angola: entre a realidade e a ilusão

Angola Transparency

colera

Por Prof. Ngola Kiluange 

Washington D.C-  aqui um aspecto a termosemconta, independentemente das nossasrespectivasconvicções, querindividuaisoucolectivas – a nosssaconvivência social!. 

Ora bem, se o nossoobjectivo primordial for umaaposta no bemestar social de todos, o quadrojurídiconacionaldeviaespelhar as ambiçõescolectivas, moldadasconsoanteàsnecessidades do presenteporque o nosso «mosaico cultural» nos impede copiar as experiências de quemquer que for…. 

Se todosinstrumentos de consulta disponíveis à Presidência da República: ÓrgãosColegiais, Conselho da República, Conselho de Segurança Nacional, Conselho de Ministros, ComissõesParlamentares de Inquérito (?), etc. – nãoprestarem as suasrespectivasobrigaçõescivis e morais, a culpa naresponsabilidade civil recairánumapessoa « João Manuel Gonçalves Lourenço». 

Tãoenraizadacomoessamáfia

View original post 642 more words

Author: angolatransparency

-Impulsionar os cidadãos angolanos a questionarem como o erário público é gerido e terem a capacidade de responsabilizar os seus maus gestores de acordo com os princípios estabelecidos na Constituição da República --Boost the Angolan citizens to question how the public money is managed and have the ability to blame their bad managers in accordance with the principles laid down in the Constitution of the Republic-------------- Prof. N'gola Kiluange (Serafim de Oliveira)

Leave a Reply

Please log in using one of these methods to post your comment:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: