Angola: Nós, os candidatos a trade-offs versus crime organizado

Angola Transparency

Angola: Nós, os candidatos a trade-offs versus crime organizado

Por Serafim de Oliveira

Washington D.C. — Acabar com a corrupção em Angola exige, sem dúvida, muitos esforços distintos. Certos crimes contra Angola e seus cidadãos são perpetrados a partir de dentro e fora do país por criminosos angolanos residentes no exterior. Independentemente de sua localização, esses criminosos agem contra o interesse nacional e individual.

Autoridades locais no país e no estrangeiro bem como cidadãos comuns de países estrangeiros ou em Angola podem ajudar na luta contra esses criminosos, se forem informados e persuadidos a fazê-lo. Por exemplo, membros da comunidade internacional e cidadãos comuns podem usar o processo judicial local para limitar ou parar tal atividade criminosa. É concebível que cidadãos comuns no país e no estrangeiro possam usar métodos para deter ou chamar a atenção para a atividade criminosa.

Cidadão comum sem autoridade judicial

Em vários contextos, o termo…

View original post 1,570 more words

Author: angolatransparency

-Impulsionar os cidadãos angolanos a questionarem como o erário público é gerido e terem a capacidade de responsabilizar os seus maus gestores de acordo com os princípios estabelecidos na Constituição da República --Boost the Angolan citizens to question how the public money is managed and have the ability to blame their bad managers in accordance with the principles laid down in the Constitution of the Republic-------------- Prof. N'gola Kiluange (Serafim de Oliveira)

Leave a Reply

Please log in using one of these methods to post your comment:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: