Angola: Violação de direitos humanos fundamentais vs. impunidade e  responsabilização 

Angola: Violação de direitos humanos fundamentais vs. impunidade e  responsabilização 

  • Não retribua a maldade com a mesma moeda, aposte mais na verdade da fé e a razão humana…

Washington D.C —Por norma, os nossos dilapidadores do erário público não vão de férias à China, Coreia do Norte , Rússia, etc., e nem mandam os seus filhos estudar nesses países. Ao invés, preferem desfrutar os níveis de conforto e a qualidade de vida das sociedades ocidentais.

A nossa sociedade civil e as suas congêneres nos países ocidentais podem desempenhar um papel preponderante na responsabilização dos nossos criminosos.

  • Base de dados uniforme sobre abusos de direitos humanos em Angola —exercício de  direitos cívicos e políticas de participação na sociedade: uma sugestão.
  1. Criação de uma base de dados com a identificação pessoal de infratores de abusos de poder e de direitos humanos à nível nacional.
  2. Consciencialização da vítima sobre o direito de ter detalhes principais do detentor : lugar de trabalho, patente militar ou de polícia,grau de ocupação, data e motivo de detenção,
  3. Manter no domínio público nacional e internacional a ferramenta informática aqui proposta.

 Angola: Violation of fundamental human rights vs. impunity and accountability 

  • Do not repay evil with the same coin, bet more on the truth of faith and human reason…
  • Uniform database on human rights abuses in Angola -exercise of civil rights and participation policies in society: a suggestion.

Dilapidators of our public funds rarely go on holiday to China, North Korea, Russia, etc., nor send their children to study there. Instead, they prefer the comfort and quality of life that Western societies enjoy.

Therefore, our civil society and its counterparts in Western countries have an essential role in holding criminals accountable.

  1. Creation of a database with the personal identification of violators of abuses of power and human rights at the national level.
  2. Awareness of the victim’s right to main details of the holder: the place of work, military or police rank, degree of occupation, date, and reason for arrest,
  3. Keep in the national and international public domain the computer tool proposed here.

Serafim de Oliveira

Prof.kiluangenyc@angolatransparency

Washington D.C

Author: angolatransparency

-Impulsionar os cidadãos angolanos a questionarem como o erário público é gerido e terem a capacidade de responsabilizar os seus maus gestores de acordo com os princípios estabelecidos na Constituição da República --Boost the Angolan citizens to question how the public money is managed and have the ability to blame their bad managers in accordance with the principles laid down in the Constitution of the Republic-------------- Prof. N'gola Kiluange (Serafim de Oliveira)

One thought on “Angola: Violação de direitos humanos fundamentais vs. impunidade e  responsabilização ”

Leave a Reply

Please log in using one of these methods to post your comment:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: