Angola: Monitores Internacionais de Eleições vs. Sanções e Medidas Preventivas

Angola Transparency

Washington D. C — O atraso ou o não convite de monitores internacionais (de países ocidentais, sobretudo) para as próximas eleições — espelha profundas desavenças políticas e influências reinantes nas fileiras do MPLA.

Ala liberal vs Grupo radical

A antiga luta renhida divisa as fileiras do partido governante entre a ala liberal e pró-ocidental versus grupo radical de tradicional aliança com a Rússia e a China. Os radicais — os mais potentes de todos — exercem uma enorme influência no aparelho de Estado, principalmente nas estruturas das Forças Armadas, onde o Governo de Putin tem uma poderosa mão alta.

Manutenção de Status quo sob as bençãos dos Governos da China e da Federação Russa.

Se nos anos oitenta, a ex-União Soviética fornecia armas ao Governo de Luanda e equipava com sofisticados armamentos as forças especiais cubanas, na altura, operantes em Angola — hoje a inversão de papéis põe a…

View original post 706 more words

Author: angolatransparency

-Impulsionar os cidadãos angolanos a questionarem como o erário público é gerido e terem a capacidade de responsabilizar os seus maus gestores de acordo com os princípios estabelecidos na Constituição da República --Boost the Angolan citizens to question how the public money is managed and have the ability to blame their bad managers in accordance with the principles laid down in the Constitution of the Republic-------------- Prof. N'gola Kiluange (Serafim de Oliveira)

Leave a Reply

Please log in using one of these methods to post your comment:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: