Angola: A tragédia de desgovernação e disfuncionalismo público nacional vs. Presidente de jure e de facto

Angola Transparency

Angola: A tragédia de desgovernação e disfuncionalismo público nacional vs. Presidente de jure e de facto

Washington D.C —Faz cinco anos e alguns meses…e o “camarada” —a pretexto de atração de investimento estrangeiro— vai pululando por todos os cantos deste universo… esbanjando recursos financeiros públicos necessários para a imediata redução da pobreza extrema e da mortalidade infantil,principalmente…

Quanto tem gasto só Deus sabe…Mas, por onde tem passado … leva sempre consigo uma mensagem inconsistente e deformada sobre a nossa realidade quotidiana.

O chocante… é a sua desalmada petulância,indiferença quanto ao sofrimento social multidimensional dos seus próprios compatriotas.

Em grande parte…recai-nos a responsabilidade e culpabilidade de permitirmos a uma só alma decidir de modo inábil e irracionável o nosso próprio destino.

E quanto não tivermos a coragem e a determinação de pormos fim a esta tragédia de desgovernação e disfuncionalismo público nacional, o mundo só vai continuar a ter pena de…

View original post 122 more words

Author: angolatransparency

-Impulsionar os cidadãos angolanos a questionarem como o erário público é gerido e terem a capacidade de responsabilizar os seus maus gestores de acordo com os princípios estabelecidos na Constituição da República --Boost the Angolan citizens to question how the public money is managed and have the ability to blame their bad managers in accordance with the principles laid down in the Constitution of the Republic-------------- Prof. N'gola Kiluange (Serafim de Oliveira)

Leave a Reply

Please log in using one of these methods to post your comment:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: